Informativo

Saiba mais sobre a Vacinação Contra a COVID-19

Saiba mais sobre a Vacinação Contra a COVID-19

Desde março de 2020, quando os primeiros indícios da transmissão local da COVID-19 apareceram no Brasil, o Norden vem acompanhando todas as novas informações sobre a doença e se engajando com empresas da saúde e órgãos públicos, no esclarecimento sobre a vacinação contra a Covid-19.

A ideia é criarmos, juntos, um ambiente de maior segurança, oferecendo atendimento seguro e de qualidade para nossos clientes, em um ambiente preparado com eficiência por nossos colaboradores.

Seguindo este espírito, é nosso dever compartilhar sempre informações importantes e esclarecer todas as dúvidas comuns, cumprindo assim o papel de trazer informação relevante às comunidades onde atuamos.

Qual o Plano de Vacinação contra COVID-19?

É muito importante que todos tenham conhecimento que existe o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a covid-19, do Governo Federal, e o Plano São Paulo, do Governo Estadual.

Apesar de divergirem em alguns pontos, eles têm como objetivo final reduzir mortes e/ou sequelas causadas pelo coronavírus na população. Ambos os planos também têm como objetivo inicial manter ativa a força de trabalho dos serviços de saúde e outros setores essenciais, o quanto antes.

Para que sejam bem-sucedidos nesses objetivos, os planos visam organizar quais os grupos de pessoas recebem as doses disponíveis e quando isso deve acontecer. Uma vez que não tem sido possível produzir vacina na quantidade e velocidade suficientes para imunizar toda população, ao mesmo tempo.

O intuito é vacinar todos os adultos ainda no ano de 2021. Em alguns estados o ritmo de vacinação tem sido mais acelerado que em outros.

Sobre as Vacinas

Até março de 2021, havia cerca de 260 vacinas contra o coronavírus em teste, 80 já estavam nas fases finais de estudo, segundo levantamento da OPAS, Organização Pan-americana da Saúde.

Esse número impressiona não só pela quantidade de imunizantes sendo pesquisados, mas pela velocidade com que alguns deles foram testados em seres humanos.

Até 2020, o tempo médio de desenvolvimento de uma nova vacina para qualquer doença - dos primeiros estudos até sua aplicação na população - era de 10 a 12 anos. O tempo recorde de produção durante a pandemia, mantendo os melhores níveis de segurança e eficácia possíveis, é uma grande conquista da ciência mundial e deve ser celebrada.

No Brasil, até 30 de junho de 2021, quatro vacinas já haviam recebido autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa): CoronaVac, vacina do Butantan produzida em parceria com a biofarmacêutica chinesa Sinovac, e os imunizantes das empresas AstraZeneca, Pfizer e Janssen.

Quais são as principais recomendações para tomar a vacina?

Saiba mais sobre a Vacinação Contra a COVID-19


Como é o caso de toda substância usada no tratamento à saúde, existem recomendações específicas sobre o uso e aplicação de uma vacina. Vamos usar como exemplo a Coronavac, que foi a primeira a ser aplicada no país. Veja abaixo as 05 principais:

  1. Recomenda-se, por exemplo, não vacinar pacientes que estejam passando por quadros febris moderados ou graves, sendo o ideal adiar a imunização até que a pessoa esteja livre dos sintomas.
  2. Até o momento, as pessoas que já tiveram COVID-19, de forma sintomática ou não, podem tomar a vacina com segurança. Se a pessoa estiver infectada no momento em que houver oportunidade de vacinação, é recomendado esperar a melhora da doença para não confundir os sintomas com possíveis efeitos colaterais.
  3. Gestantes, puérperas e lactantes não foram avaliadas nos estudos humanos, porém nas fases de estudo com animais não houve qualquer descrição de efeitos adversos ou má formação dos fetos, portanto é recomendado que pacientes nessas condições e que estejam no grupo de risco, recebam a vacina.
  4. Pacientes que utilizam antiplaquetários - AAS ou Clopidogrel - podem receber a vacina normalmente, sem necessidade de interromper a medicação. Já os que utilizam anticoagulantes - Marevan, Xarelto e outros - necessitam de orientações do médico sobre cuidados especiais.
  5. As únicas contraindicações à vacina são: hipersensibilidade aos princípios ativos ou reação prévia à primeira dose.

Quem está aplicando as vacinas?

Saiba mais sobre a Vacinação Contra a COVID-19

Por fazerem parte do sistema de saúde de São Carlos, todos os colaboradores da área assistencial do Norden Hospital - médicos, enfermeiros, técnicos, atendentes e outros - já receberam a primeira dose da vacina e estarão recebendo a segunda. Estas doses foram distribuídas e aplicadas pela Prefeitura Municipal.

É importante lembrar, portanto, que até a presente data, nenhuma marca de vacina contra o coronavírus está sendo comercializada ou aplicada no Brasil por clínicas privadas. A estimativa é que a vacinação de forma privada só comece após a consolidação da vacinação pelo setor público em um ritmo conveniente.

Esse é um alerta do Norden para que nossos clientes não entrem em listas de reserva de vacinas com vendas ou tabelas de preços antes da aprovação final da Anvisa.

Acreditamos que a vacinação é um dos maiores avanços que a humanidade realizou no cuidado à saúde da população mundial, seja no combate à doenças como Poliomielite, Tétano, COVID-19 ou tantas outras.

Uma vez comprovada por estudos e revisão de pares a eficácia e segurança de uma vacina, torna-se imperativo levá-la ao maior número de pessoas possível, para garantir o bem-estar da sociedade como um todo.

Esperamos que esta mensagem tenha informações relevantes e estamos sempre à disposição para esclarecer quaisquer tipos de dúvidas sobre este e outros assuntos importantes sobre saúde, qualidade de vida e longevidade.

Desejamos que estejam todos seguros e, como nós, ansiosos para a normalização do nosso cotidiano, relações e planos de vida.

Leia Mais