Sua Saúde

Novembro Azul: os Cuidados da Saúde Integral do Homem

Novembro Azul: os Cuidados da Saúde Integral do Homem

Assim como o Outubro Rosa, que chama a atenção para os cuidados das mulheres como forma de prevenção e diagnóstico do câncer de mama, o Novembro Azul está focado em lembrar que o público masculino também precisa se cuidar. Aliás, a campanha existe para conscientização sobre a saúde integral do homem.

O Novembro Azul foi criado pelo Instituto ‘Lado a Lado pela Vida’, com o objetivo de promover uma mudança nos hábitos dos homens em relação à procura por serviços de saúde, de exames de rotina à cuidados prolongados.

No início, a principal abordagem da campanha foi centrada na questão do câncer de próstata. No entanto, ela vai muito além disso. Seu objetivo foi ampliado para chamar a atenção sobre todos os cuidados com a saúde masculina, nos mais variados aspectos.

Novembro Azul e o câncer de próstata

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de próstata é o tipo mais comum entre os homens. Isso representa 29% dos diagnósticos da doença no país. A estimativa aponta que são cerca de 65 mil novos casos a cada ano, entre 2020 e 2022.

A Organização Mundial da Saúde, registrou em 2018, 1,28 milhão de mortes causadas pelo câncer de próstata. Os números chamam ainda mais a atenção para a importância da prevenção e do diagnóstico precoce da doença.

A campanha Novembro Azul traz todos os anos esses números e lembra aos homens — e à suas famílias — que prevenir continua sendo muito melhor que remediar. O significado de “ser homem” sempre foi associado por eles a não demonstrar fragilidade, não precisar dos cuidados de ninguém. No entanto, o fato é que eles precisam de atenção à saúde como as mulheres. É justamente esse mito que a campanha combate.

Para ser homem não precisa parecer invencível, mas sim se cuidar e cuidar da saúde. Afinal, ninguém está livre de sofrer qualquer doença, seja física ou mental.

É fundamental que a população masculina tenha esse olhar para si sobre os cuidados que deve ter para prevenir o câncer de próstata. E isso não deve ocorrer somente durante o Novembro Azul, mas ao longo de toda a vida.

Existe muito preconceito relacionado ao exame do câncer de próstata e, por isso, muitos homens não o fazem e a doença é diagnosticada já na fase avançada, levando a altas taxas de óbitos.

Fazer um check-up regular é a melhor forma de prevenir o problema e direcionar o tratamento na fase inicial, garantindo maiores chances de cura para o paciente.

Novembro Azul e a Saúde integral do homem

Como já citamos anteriormente, a campanha Novembro Azul vai muito além da prevenção sobre o câncer de próstata, trata-se também do cuidado com a saúde integral do homem.

A iniciativa alerta sobre a saúde em todos os sentidos, já que se percebe a dificuldade da população masculina procurar o serviço de saúde.

A saúde integral do homem está diretamente relacionada aos seus hábitos. É muito importante que faça exames preventivos, visite regularmente seu médico, tenha mais cuidado com a alimentação, faça a prática de atividades físicas e exercícios. Hoje, "ser homem" é se cuidar para manter a qualidade de vida e buscar mais longevidade.

Mesmo algumas pequenas atitudes jamais devem ser deixadas de lado. Inclusive, precisam fazer parte do dia a dia da população masculina. Os exames e testes periódicos são essenciais para prevenir qualquer tipo de doença. Veja os principais:

  • Hemograma completo e testes de urina
  • Verificação da pressão arterial
  • Atualização de vacinas
  • Verificação do perímetro abdominal e teste de IMC
  • Teste de glicemia, para prevenção de diabetes

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida dos homens é de 7 anos a menos do que as mulheres. Em média, eles vivem 73,1 anos e elas, 80,1. Menor busca aos serviços de saúde e o alto número de mortes na juventude são algumas das razões que explicam essa diferença. Os números apontam que, infelizmente, o homem em geral cuida pouco da saúde: três em cada dez não têm o hábito de ir ao médico.

Geralmente, pessoas do sexo masculino só buscam atendimento médico quando os problemas de saúde já estão em estágio mais avançado, impedindo autonomia e afetando diretamente a qualidade da vida. Esse atraso em buscar ajuda impede um diagnóstico precoce e dificulta a eficiência do tratamento.

De certa forma, é da natureza humana dar maior importância para uma dor imediata, que já existe, mas esses dados mostram a importância da prevenção. Evitar que algo se torne um problema é comprovadamente mais eficaz no longo prazo.

Os temas que envolvem a saúde integral do homem

Existem alguns eixos principais que devem ser enfatizados ainda mais durante a campanha do Novembro Azul.

Confira quais são os principais:

Acesso à saúde

  • O acesso à saúde é fundamental para que os cuidados sejam realizados devidamente. A conscientização sobre a importância de considerar os serviços da saúde como algo que deve ser inserido na rotina é fundamental. Os homens precisam reconhecer isso como uma condição para garantir a longevidade com qualidade de vida.

Combate à violência e prevenção de acidentes

  • A sociedade precisa continuar se mobilizando para combater a violência urbana e os acidentes que ocorrem frequentemente com a população masculina. Ações que abordem o tema são fundamentais para evitar que tragédias sociais como estas se tornem cada vez mais comuns. A campanha do Novembro Azul abraça essa causa.

Doenças prevalentes na população masculina

  • Enfatizamos mais uma vez a importância de incentivar o homem a cuidar da sua saúde e prevenir doenças comuns entre eles. Obesidade, diabetes, pressão arterial alta, câncer, doenças do coração, cancro da próstata, entre muitos outros. Mais do que a assistência básica no cuidado à saúde dos homens, é preciso garantir o acesso do atendimento primário à medicina crítica de qualidade.

Saúde sexual e reprodutiva

  • A saúde sexual masculina também merece atenção. A prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) faz uma enorme diferença na vida do homem. O fácil acesso a informações sobre a sexualidade e prevenção de DSTs, e sobre as questões de paternidade, seus direitos e deveres, proporciona uma saúde sexual mais prazerosa e segura. É bom para o corpo e a mente.

Conclusão

Como sempre repetimos, cuidar da saúde do homem não é algo que deve ser lembrado somente durante a campanha do Novembro Azul (o mesmo vale para as mulheres no Outubro Rosa). O hábito de promover, prevenir, tratar e recuperar a saúde deve fazer parte da rotina da população em geral.

Também cabe à todas as instituições de saúde — pública ou privada — oferecer recursos e fácil acesso ao que for necessário para melhorar a qualidade de vida, o bem estar e garantir longevidade à população masculina.

Por último, familiares têm um papel importante nesse processo que deve ser feito com consistência. Apoiar os homens da casa a buscar o serviço de saúde antes que seja tarde demais.

Leia Mais